(41) 3085.5385

Entre em contato

 

S.FED – Cristovam pede que empregadas domésticas lutem pela educação dos filhos

Celio Neto > Notícias  > S.FED – Cristovam pede que empregadas domésticas lutem pela educação dos filhos

S.FED – Cristovam pede que empregadas domésticas lutem pela educação dos filhos

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) dirigiu-se aos empregados domésticos em seu discurso no Plenário ontem (9) e pediu que eles não se contentem com a aprovação de seus direitos trabalhistas. O senador pediu que a categoria lute por uma escola de qualidade para seus filhos. Cristovam questionou o fato de os filhos dos patrões irem para escolas boas e os filhos dos empregados domésticos, para escolas ruins. O senador comparou o momento com a abolição da escravidão, mas disse que está acontecendo o oposto de quando foi aprovada Lei do Ventre Livre, que determinava que os filhos dos escravos que nascessem após a lei já não fossem mais escravos. – Quando eu votei aqui pela PEC [das Domésticas], eu tive a sensação de estar votando pelo contrário do ventre livre: as domésticas, elas passam a ter os direitos, mas seus filhos, não – afirmou o senador. Cristovam disse que o Brasil pode não conseguir acabar com a desigualdade, mas deve acabar com a imoralidade. – O Brasil é um país com a imoralidade da escola desigual conforme a renda do pai da criança. Temos que romper com essa imoralidade. É uma imoralidade quase do mesmo nível daquela que existia na escravidão ou daquela que existia quando as trabalhadoras domésticas não tinham seus direitos trabalhistas – disse. O senador pediu que as trabalhadoras domésticas votem corretamente e visitem as escolas dos filhos para conseguir melhorar a educação no país. – Não se contentem e comecem a lutar para que a escola onde estudam os filhos de vocês tenha a mesma qualidade, ainda que não seja a mesma escola onde estudam os filhos dos patrões de vocês – disse Cristovam. Para a senadora Vanessa Grazziottin (PCdoB-AM), é preciso fortalecer os investimentos em educação no Brasil. Ela defendeu a utilização de recursos dos royalties do petróleo do pré-sal na educação. Cristovam disse concordar com a senadora, mas ressaltou que não é preciso esperar por esse recurso. – O Brasil não esperou pelo pré-sal para fazer aeroporto, para fazer estrada, para montar indústria, para fazer Copa do Mundo, para fazer Olimpíada. Por que esperar o Pré-Sal para fazer a educação dos filhos dos nossos trabalhadores domésticos? – questionou. Fonte: Senado Federal

Sem comentários

Desculpe, o formulário de comentários está fechado neste momento.