(41) 3085.5385

Entre em contato

 

Anamatra repudia declarações da ministra Eliana Calmon

Celio Neto > Notícias  > Anamatra repudia declarações da ministra Eliana Calmon

Anamatra repudia declarações da ministra Eliana Calmon

O presidente da Anamatra, Renato Henry Sant’Anna, manifestou na tarde desta terça-feira (27/9) repúdio às declarações da Corregedora Nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon, que afirmou à imprensa haver “juízes bandidos infiltrados no Judiciário, escondidos atrás das togas”.

Para Sant’Anna, as declarações são absurdamente generalizadas e representam afronta aos magistrados brasileiros. “Os milhares de magistrados brasileiros, em especial os mais de 3.600 juízes do Trabalho associados à Anamatra, não aceitam conviver com as declarações injustas e despropositadas da ministra”, afirmou.

Segundo o presidente da Anamatra, se a ministra conhece algum “bandido de toga”, deve cumprir seu papel de Corregedora e tomar as medidas cabíveis, que serão sempre e prontamente apoiadas pela esmagadora maioria de magistrados, homens e mulheres honestos, sérios e cumpridores de suas obrigações.

“Cumpre ao CNJ o importante papel institucional de preservação da boa imagem e da independência funcional dos juízes e da autonomia do Poder Judiciário. Acusações genéricas que atingem indiscriminadamente toda a magistratura não são admissíveis, em especial se desferidas pela Corregedora Nacional, a quem cabe a iniciativa de promover a instauração e instrução processual de eventuais deslizes”, disse Sant’Anna.

O presidente afirmou que a entidade não descarta a possibilidade da tomada de medidas judiciais e administrativas para a salvaguarda da imagem do Poder Judiciário e de seus juízes.

Fonte: Anamatra

Sem comentários

Desculpe, o formulário de comentários está fechado neste momento.