(41) 3085.5385

Entre em contato

 

Sem acordo, greve dos motoristas de micro-ônibus de Cascavel vai para julgamento

Celio Neto > Notícias  > Sem acordo, greve dos motoristas de micro-ônibus de Cascavel vai para julgamento

Sem acordo, greve dos motoristas de micro-ônibus de Cascavel vai para julgamento

onibus_motoO Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Coletivo Urbano de Cascavel (SINTTRACOVEL) e as empresas Viação Capital do Oeste e Pioneira não conseguiram chegar a um acordo para encerrar a greve dos motoristas de micro-ônibus durante a audiência de dissídio coletivo na sede do TRT-PR (17/12).
Os ônibus das linhas especiais circulavam sem cobradores, obrigando os motoristas a fazer também a cobrança das passagens. Os trabalhadores iniciaram uma paralisação em 28/11, pedindo que as empresas de transporte autorizassem a presença de cobradores também nos micro-ônibus.
Durante a audiência desta tarde, conduzida pela desembargadora vice-presidente do TRT-PR, representantes das empresas propuseram a implantação do sistema de bilhetagem eletrônica como solução para o problema. Com o fim dos pagamentos em dinheiro, os motoristas não precisariam mais fazer a cobrança das tarifas.
Os bilhetes eletrônicos já funcionam em 80% da frota de Cascavel, mas os representantes do Sindicato recusaram a proposta das empresas de transporte, insistindo na necessidade de contratação de cobradores no caso dos micro-ônibus.
Foram temas de debate durante a audiência de conciliação a redução da jornada de motoristas e cobradores para seis horas, garantia de emprego a cobradores deslocados em razão de eventual implantação da bilhetagem eletrônica e retomada das discussões sobre reajuste, piso salarial e vale-alimentação.
A audiência terminou sem acordo e representantes do sindicato não manifestaram interesse em prosseguir com as tentativas de negociação. A ação segue agora para julgamento na Seção Especializada.

Fonte: TRT9

Sem comentários

Desculpe, o formulário de comentários está fechado neste momento.